Terceira criação do Inominável, o drama Como cavalgar um dragão estreou em 2011 no TEMPO FESTIVAL, após receber o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC) do Rio de Janeiro através do Fundo de Apoio ao Teatro (FATE) em 2010. Com dramaturgia de Diogo Liberano e direção de Liberano e Flávia Naves, Dragão apresentava o reencontro de cinco amigos no apartamento de um amiga em comum, dois meses após o seu suicídio.

O projeto nasceu a partir de um olhar sobre a palavra “atravessamentos”, numa investigação sobre situações limites que acontecem em nossas vidas e que, após acontecerem, nos fazem questionar todos os alicerces da existência e da vida em sociedade. O título da peça foi a tradução encontrada para uma pergunta primordial em nosso percurso: como ultrapassar uma questão que não admite resolução?

 

Dominique Arantes, Fred Araujo, Marília Misailidis, Nina Balbi e Vítor Peres
Fotografias de Seblen Mantovani

 

Nas palavras do diretor teatral Antônio Guedes, em Dragão, “encontro um conto totalmente construído a partir de uma estrutura explicitamente teatral, com personagens muito bem construídos. Contando com a parceria de ótimos atores, esses personagens, pelo contraste de temperamentos, nos apresentam um rico mosaico de reações possíveis diante do tema central: o suicídio. Mas esse conto não se deixa transformar numa narrativa simplista, realista, mero relato de uma história. Como plateia, experimentei a descoberta de cada modo de se colocar diante desse limite imposto sobre a vida. O cenário revela, aos poucos, a estrutura do palco que, sem se transformar em outro lugar senão o próprio teatro, nos oferece muitas possibilidades de lugares. Um quarto, espaço ao ar livre, um quintal... As cenas podem estar acontecendo onde quisermos. Só posso ficar ainda mais curioso com o que virá a partir daí”.

 

Equipe de Criação

Dramaturgia, criada em processo colaborativo: Diogo Liberano
Direção: Diogo Liberano e Flávia Naves 
Atuação e Criação: Dominique Arantes, Fred Araujo, Marília Misailidis, Nina Balbi e Vítor Peres
Interlocução: Marina Vianna
Assessoria Teórica: Juliano Garcia Pessanha
Colaboração Teórica: Gustavo Guimarães
Cenário: Rafael Medeiros
Figurino e Visagismo: Júlia Marini
Iluminação: Renato Machado
Direção Musical: Rodrigo Marçal
Preparação Vocal: Verônica Machado
Designer: Valerycka Rizzo
Assessoria de Imprensa: Bianca Senna (Astrolábio Comunicação)
Produção Executiva: Tamires Nascimento
Direção de Produção: Rômulo Corrêa
Idealização: Diogo Liberano e Flávia Naves
Realização: Teatro Inominável

 

Blog | Dramaturgia | Programa da temporada de estreia


© Copyright 2019
Todos os direitos reservados
Desenvolvimento: Diogo Liberano


Facebook Twitter Vimeo Instagram