A Hífen surge em 2012 como uma criação do Teatro Inominável interessada em promover o encontro de universos considerados, por nós, demasiadamente afastados. Em sua primeira edição (2012), o Hífen foi colocado entre a Universidade e a Cidade, ocupando o Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto com oito semanas e meia de programação artística criada em universidades públicas da cidade do Rio de Janeiro. Em 2014, quando compreendemos que se tratava de uma mostra bienal, fizemos a segunda edição com o Hífen reunindo os domínios Privado-Público e ocupando ruas e diversos espaços artísticos da cidade.

Nesse percurso, nunca tivemos um modo de produção fixo, nenhum tipo de financiamento que durasse por mais de uma edição. A cada nova Hífen, os integrantes do Teatro Inominável descobrem como é possível participar e quais artistas e produtores querem integrar a equipe e a programação da mostra. Em 2016, nossa terceira edição mirou os distintos Modos-de-Produção dos artistas brasileiros contemporâneos. Em todas as edições, buscamos – para além de programar artistas cariocas – trazer outros grupos e companhias de outras cidades e estados brasileiros.

 

Da terceira edição (2016): Modos-de-Produção

 

Em sua dissertação de mestrado, intitulada Teatro (Inominável) – Modos de Criação, Relação e Produção, o curador Diogo Liberano define a Hífen como propriamente uma criação artística da companhia: "ela nasce desse desejo de fazer encontro acontecer, de borrar as fronteiras que separam para aproximar, juntar, misturar. Sendo assim, teoria e prática, pesquisa e cena, se confundem e se expandem em recíproca afetação. A cada edição, todo o trabalho de estudo e conceituação já age naquilo que será realizado, já é a realização em si. Isso reitera o fato de que, enquanto uma criação artística de uma companhia de teatro, a Mostra, mais do que um mero evento, é uma resposta atual e processual ao contexto específico em que surge".

Em nossas três edições, contamos com inúmeras e importantes parcerias: Projeto ENTRE, Instituto Galpão Gamboa, Pequena Central, TEMPO FESTIVAL, Casa Quintal de Artes Cênicas, Festival Atos de Fala e Firjan SESI. Em 2018, sem patrocínio ou financiamente, não foi possível realizarmos a quarta edição. Assim, a Hífen segue existindo, porém agora, sem a obrigação de ser uma mostra bienal ou não; segue sendo uma criação, livre para surgir novamente do modo como quiser, no momento em que for possível.

 

Equipe de Criação

Curadoria e Direção Artística: Diogo Liberano
Curador Convidado: Manoel Friques
Coordenação de Comunicação: Marcelo Mucida
Produtores Associados: Jéssica Santiago e Rafael Faustini
Realização: Teatro Inominável

 

Site | Programa Hífen 2012 | Programa Hífen 2014 | Programa Hífen 2016 | Release Completo

 

© Copyright 2019
Todos os direitos reservados
Desenvolvimento: Diogo Liberano


Facebook Twitter Vimeo Instagram