Companhia teatral carioca nascida em 2008 na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e, desde então, composta pelos artistas-pesquisadores Andrêas Gatto, Clarissa Menezes, Diogo Liberano, Flávia Naves, Gunnar Borges, Laura Nielsen, Márcio Machado, Natássia Vello e Thaís Barros.

Em sua poética, interessa ao Inominável realizar – por meio do trabalho continuado e em companhia – um diálogo constante entre teatro e performance, buscando misturar arte e vida com o intuito de denunciar e responder aos dilemas da contemporaneidade, mas também de abrir outros caminhos possíveis para a vida em sociedade.

Em seu histórico, três edições da Mostra Hífen de Pesquisa-Cena, mostra bienal de artes da cena, além de seis espetáculos e duas performances: Não Dois (2009), Vazio é o que não falta, Miranda (2010), Como cavalgar um dragão (2011), Sinfonia Sonho (2011), Concreto Armado (2014), O Narrador (2014), poderosa vida não orgânica que escapa (2016) e Nada brilha sem o sentido da participação (2017).

Para alguns de seus projetos, a companhia recebeu o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC) do Rio de Janeiro por meio do Fundo de Apoio ao Teatro (FATE) em 2010, o Prêmio Funarte de Internacionalização de Espetáculos Teatrais (2015) e o Programa Banco do Brasil de Patrocínio (2017-2018).

Em seu histórico, o Inominável realizou temporadas no Rio de Janeiro e em São Paulo, além de se apresentar em festivais e mostras nacionais como: Festival de Teatro de Curitiba (Curitiba/PR), Tempo Festival (Rio de Janeiro/RJ), Mostra Rumos Cultural – Itaú Cultural (São Paulo/SP), Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto (São José do Rio Preto/SP), Festival Palco Giratório (Porto Alegre/RS), Festival Nacional de Teatro de Presidente Prudente (Presidente Prudente/SP), Trema! Festival (Recife/PE), Mostra BH in Solos (Belo Horizonte/MG), Festival Estudantil de Teatro de Belo Horizonte - FETO (Belo Horizonte/MG), Festival Internacional de Teatro Universitáio de Blumenau - FITUB (Blumenau/SC), dentre inúmeros outros; e internacionais, como a Volumen. Escena editada em Buenos Aires, na Argentina.




Atualizado em agosto de 2018.

acesse a página do inominável no facebook acesse o perfil do inominável no twitter acesse a página do inominável no vimeo clique para voltar à página inicial